Reflow, uma técnica que pode trazer uma placa de volta à vida

Olá!

As soldas estão presentes em todos os computadores e outros dispositivos eletrónicos e permitem assegurar que tudo funciona corretamente.

O BGA (Ball Grid Array) é um processo em que são usadas microesferas para fazer a ligação dos chips gráficos e dos chipsets à motherboard mas, se estas se deteriorarem a ponto em que deixe de haver ligação entre os pontos (solda fria), o computador pode deixar de funcionar ou funcionar de forma intermitente.

A solução para isto passa pelo Reballing, um processo em que o chip é removido completamente da motherboard assim como as microesferas antigas e são colocadas novas. Este processo envolve o uso de equipamentos específicos e uma grande paciência por parte do reparador, resultando assim em um elevado custo económico.

Mas existe uma técnica caseira que vos pode salvar do Reballing, o Reflow.

O Reflow consiste em elevar a temperatura ambiente a um nível em que as soldas fiquem em estado líquido e consigam refazer a ligação entre os dois ou mais pontos e o melhor é que para fazer este processo apenas precisam do forno de vossa casa!

Atenção!

  • Este processo deve apenas ser utilizado se já tentaram tudo para ressuscitar a placa e se esta já não tem qualquer valor, ou seja, o reflow caseiro deve ser usado em última instância!
  • Ao colocar a placa no forno, os condensadores podem não aguentar uma elevada temperatura e rebentar, mas não costuma acontecer e, se a placa já não funciona, porque não testar?
  • O forno usado para efetuar o reflow deve ficar aberto por um dia, de modo a eliminar as substâncias resultantes do aquecimento da placa.
  • Este processo, se funcionar, pode durar muito ou pouco tempo. Tudo depende da placa e da dimensão dos danos.

1. Bem, o primeiro passo é remover a placa do computador e tudo o que esteja a ela ligado e seja possível remover, como memória RAM, o processador, o dissipador e cooler, a pilha da BIOS, jumpers…

2. Depois, é necessário limpar a pasta térmica presente e colocar uma folha de alumínio, do tamanho da placa, no tabuleiro do forno. Em seguida, vamos colocar a placa na folha de alumínio e fazer 3 a 4 pequenas bolas de alumínio para impedir que a placa não entre em contacto com o alumínio. Coloquem as bolas numa disposição em que não exista metal da placa a tocar nelas.

3. Agora vamos “assar” a placa! 😀 Coloquem o tabuleiro no forno, fechem a porta e selecionem como temperatura 200º C. Deixem a placa lá dentro durante 7:30 a 10 minutos.

4. Depois do tempo acabar, desliguem o forno e deixem a placa arrefecer durante 30 a 60 minutos.

5. A parte que mais gosto! Resta montar a placa e esperar que funcione! 😀

Espero que tenha resultado! Eu próprio, já realizei um reflow e tudo correu bem. No meu caso, durou um mês e meio até o problema voltar a aparecer, mas a placa também não teve uma vida fácil nesse espaço de tempo, com temperaturas perto dos 80ºC durante várias horas…

Fiquem bem! 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Create a website or blog at WordPress.com

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: